Ícone Marca


Educação Inclusiva

Uma análise dos instrumentos de ação pública

Este trabalho intenciona abordar a inclusão escolar de pessoas com deficiência e os instrumentos de ação pública que normatizam tal inclusão. A complexidade inerente ao processo de universalização do atendimento escolar, às dificuldades de acolhimento e adaptação dos deficientes à realidade das instituições de ensino justificam a escolha do tema. Será construído um breve histórico das ações sociais e dispositivos legais que resultaram na passagem da exclusão até o reconhecimento da importância da inclusão daqueles com deficiência, como fator de cidadania, combate à discriminação e o preconceito. O artigo objetiva analisar o Plano Nacional de Educação e a Lei Brasileira de Educação. No Plano Nacional de Educação no que refere a diretriz dez trás os princípios do respeito aos direitos humanos e a diversidade. Este artigo visa narrar se tais instrumentos garantem os direitos de acesso e permanência escolar de alunos com necessidades especiais. No século XX, através dos movimentos sociais, as pessoas com deficiência começam a ter visibilidade, mas é no século XXI que as políticas de inclusão começaram avançar. Ainda percebe-se as dificuldades na formulação e implementação de políticas públicas para pessoas com deficiência.
  01/10/2020
  Atualizado em 07/11/2020



Fonte/Autor: Inara Carvalho de Andrade Gracielle de Souza Silva.



© Anepcp 2020

Associação Nacional de Ensino e Pesquisa do Campo de Públicas
Inatto